Procurar
Menu Menu

Os desafios e oportunidades de uma população global em crescimento

Antes do final do ano, espera-se que a população humana global ultrapasse a marca de 8 bilhões. Junto com ele virão desafios ambientais, mas também uma oportunidade para diversificar a economia global.

A projeção da população global das Nações Unidas estima que atingiremos uma população global de 8 bilhões de pessoas até novembro deste ano, com esse número aumentando para 10 bilhões em 2080.

Ultrapassar a marca de 8 bilhões é de fato um marco importante, mas o número por si só não diz o fato de que o crescimento populacional é no seu mais lento taxa desde a década de 1950.

As taxas globais de fecundidade estão em declínio constante, com dois terços de todas as pessoas vivendo em regiões onde os nascimentos por mulher caíram abaixo do taxa de substituição de 2.1. Nessas áreas, Políticas governamentais normalmente estão reduzindo essa taxa.

Por esse motivo, o crescimento projetado não será distribuído uniformemente pelo mundo. Espera-se que o leste e o sudeste da Ásia vejam suas populações encolher, enquanto as populações norte-americanas e europeias crescerão a taxas lentas.

De todas as regiões, a África Subsaariana e a Ásia Central e Meridional terão o crescimento mais rápido em número de pessoas, particularmente na República Democrática do Congo, Egito, Etiópia, Índia, Nigéria, Paquistão e República Unida da Tanzânia.


Fardos de uma população crescente

Vamos começar com os desafios primeiro.

É inegável que uma população global mais alta corre o risco de colocar pressão adicional no planeta, especialmente quando se trata de um aumento na demanda por recursos naturais e tentando garantir que não destruamos os ecossistemas nesse processo.

A ONU afirma que, embora o crescimento populacional 'pode não ser a causa direta dos danos ambientais, pode, no entanto, exacerbar o problema ou acelerar o momento de seu surgimento'.

Em particular, a luta contra as mudanças climáticas se tornará mais difícil se nossa dependência de combustíveis fósseis não for significativamente reduzida em geral. Se populações maiores aumentarão sua contribuição para as emissões de gases de efeito estufa dependerá da disponibilidade de tecnologia verde em certas regiões.

A boa notícia é que a África Subsaariana – onde as populações estão crescendo rapidamente – está despertando para sua fonte mais valiosa e abundante de energia renovável: o sol. Em 2021, a Africa Solar Industry Association (AFSIA) identificou mais de 7,600 novos projetos solares, com mais de 1,000 já em operação.

O resto do mundo também reconheceu o potencial verde da região, com a África Subsaariana recebendo mais de $ 34.7 bilhão no investimento internacional para seu setor de energias renováveis ​​de 2011 a 2020.

Se o impulso, o planejamento e o apoio financeiro para aproveitar e armazenar as energias renováveis ​​continuarem como estão, é perfeitamente possível que a região se torne um 'poço de energia' para a energia solar, conforme previsto - posteriormente apoiando sua crescente população de uma maneira que não seja onerosa para o meio ambiente.


Oportunidade gerada pelo crescimento

Além de precisar lidar com o desafio de distribuir adequadamente os recursos naturais, muitas nações têm potencial real para colher os frutos de uma população local crescente.

Relatórios do Banco Mundial sugerem que – com as políticas e ações corretas implementadas – a probabilidade de capturar os benefícios sociais e econômicos do crescimento populacional aumentará de acordo.

Sem dúvida, o surgimento de uma grande população jovem e trabalhadora na África Subsaariana certamente dará à região um grande impulso econômico, mas especialistas dizem que isso só pode ser totalmente percebido se mais foco for colocado no empoderamento de mulheres e meninas.

Ao investir na educação e nas competências das mulheres e raparigas e proporcionar-lhes poderes de mercado, sociais e de tomada de decisão iguais aos dos seus homólogos masculinos, as nações africanas tirarão o máximo partido das suas 'dividendo demográfico'.

Está claro que haverá obstáculos que precisam ser resolvidos por meio de políticas sociais fortes, aumento do financiamento econômico e planejamento claro para melhorar a infraestrutura em regiões onde as populações estão crescendo.

Por outro lado, é encorajador ver que os projetos já estão em andamento para apoiar o aumento da população e, quando a prosperidade das nações depende da igualdade de oportunidades, é provável que as melhorias nas políticas sociais e de saúde se sigam.

 

 

Boletim informativo Thred!

Inscreva-se no nosso boletim informativo para o planeta positivo

Acessibilidade